*Caso Cátia Raulino: o fim do faz de conta

Inquérito policial que investiga suposta jurista entra na reta final. Delegado já tem provas de que Cátia Raulino não tem formação em Direito e pode até pedir prisão da mulher que vendia cursos sobre como impulsionar carreira jurídica.

Metro1